quinta-feira, 29 de abril de 2010

Reunião com os Pais



Introdução:
Quando a escola chama os pais para uma reunião, ela precisa se preocupar com o que vai ser discutido, deverá conversar com os envolvidos no processo (professores e funcionários) a fim de proporcionar um momento agradável e que sirva de demonstração de como é o dia-a-dia de seu filho.
Tudo deve ser previamente conversado e elaborado com critério.o
“Uma escola que proporciona bons momentos aos pais certamente proporciona dias felizes a seus filhos”.
Objetivos:
• Conquistar a confiança dos pais e maior participação destes em todos os momentos que for necessário.
• Discutir as dificuldades, as habilidades e a interação das crianças.
• Mostrar as atividades realizadas pelas crianças e relatar como foram realizadas (interesse e participação da criança).
• Discutir coletivamente as ações pedagógicas (metodologia e proposta pedagógica).
• Discutir ações conjuntas com os pais a fim de sanar as dificuldades das crianças com defasagem na aprendizagem ou problemas de saúde em geral.
• Discutir, sem agredir, os assuntos burocráticos da escola.
• Favorecer momentos de integração entre os pais, professores e funcionários em geral.
• Ser objetivo, claro e responsável ao pedir a colaboração dos pais em qualquer ação da escola.
“Uma escola deve ser atrativa e carinhosa sem deixar de ter atitudes profissionais para ganhar a confiança dos pais e alunos.”
Ações da escola:
Imagine que você realizará uma reunião ainda esta semana. Planeje todos os detalhes desde a chegada até a saída dos pais.
1. Elabore uma pauta para entregar aos pais no momento da reunião para que eles possam acompanhar.
2. Ofereça lápis e papel para que eles possam fazer anotações e melhor esclarecer suas dúvidas no momento oportuno.
Inicie a reunião convidando os pais para fazerem leitura de um pequeno poema.
3. Passe um texto para uma reflexão sobre o relacionamento pais-filho ou organize uma dinâmica de grupo em que todos os pais possam participar e estabelecer contato uns com os outros.
4. Reparta a reunião em três momentos diferentes:
Para discutir questões burocráticas e o que for de interesse de todos, recados em geral.
Momento dedicado para uma dinâmica que envolva todos os pais e alunos presentes.
Momento dedicado ao trabalho pedagógico em que os pais verão as atividades realizadas por seus filhos e conversarão com os professores sobre o seu rendimento, bem como aproveitarão para dar sugestões aos pais de como podem ajudar seus filhos nas tarefas, como acompanhar os avanços e as dificuldades, como lidar com a ansiedade ou a apatia do seu filho, com a preocupação excessiva ou o desinteresse etc.

Sugestão para a dinâmica:
Grupo: Esta dinâmica pode ser utilizada com pais de alunos de várias faixas etárias.
Objetivos: Desenvolver o raciocínio lógico, o sentido reflexivo e crítico, de tal maneira que possam tornar-se cidadãos conscientes de seus deveres e direitos.
Comparar diferenças e igualdades.
Tempo: aproximadamente 50 minutos.
Local: sala de aula ou uma sala grande.
Material: papel pardo, fita adesiva, música Peixe vivo, papel sulfite, lápis preto e de cor, borracha, giz de cera, tesourinha etc.
Desenvolvimento:
Faça o desenho de um aquário do tamanho de um papel pardo e fixe-o na lousa.
Coloque a música Peixe vivo para eles ouvirem e peça que cantem juntos…
Entregue aos pais um pedaço de papel sulfite (1/4) e peça-lhes que desenhem um peixinho, como desejarem… (coloque à disposição lápis preto e de cor, borracha, giz de cera, tesourinha etc.) e depois recortem.
Peça que, assim que terminem, vão à lousa e fixem seu peixinho no aquário.
Após todos fixados, peçam para que eles observem o que realizaram e manifestem o que entenderam sobre a atividade. Deixe-os à vontade para falar.
Se necessário, conduza a conversa para o lado da moral, da ética, do respeito às diferenças individuais.
Todos os peixinhos estão iguais?
Por que são diferentes?
Porque todos somos diferentes, temos gostos diferentes, habilidades diferentes, conhecimentos diferentes.
Todos os peixinhos estão indo para mesmo lado? Por quê?
Porque temos objetivos, metas e sonhos diferentes, caminhamos por caminhos diferentes, viemos de famílias diferentes etc.
Mas, apesar de todas essas diferenças, todos são iguais nas suas necessidades de sobrevivência.
Como podemos transferir essas idéias para a vida escolar?
O que o aquário representa?
Quem são os peixinhos?
Como convivermos, sabendo lidar com essas diferenças, em casa e na escola?
E assim por diante, de acordo com o retorno dos pais.
Conclusão:
As dinâmicas na sala de aula têm uma boa aceitação por parte dos pais e facilitam muito a relação escola-pais.
Final da reunião:
Não finalize a reunião sem antes perguntar aos pais se eles têm alguma sugestão para melhorar a escola e como podem fazê-lo.
Agradeça a participação e se possível não os deixe sair sem uma pequena lembrança desse dia.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

domingo, 18 de abril de 2010

TEATRO DO DIA DO INDIO




PROFESSORA: HOJE DIA 18 DE ABRIL, COMEMORAMOS O DIA DO LIVRO E DE MONTEIRO LOBATO. O LIVRO É ALGO MUITO FASCINANTE E JUNTO DELE, VIAJAMOS POR MUNDOS DISTANTES. NELE, SONHOS E FANTASIAS SE TORNAM REALIDADE. MAS NÃO PODEMOS ESQUECER TAMBÉM DO DIA 19 DE ABRIL, DATA EM QUE SE COMEMORA O DIA DO ÍNDIO. E NUMA HOMENAGEM À ESSAS DATAS TÃO ESPECIAIS, A TURMA 01 DA FASE I IRÁ APRESENTAR UMA PEÇA TEATRAL COM O NOME DE : “A CINDERELA INDÍGENA”
 NARRADOR: O DIA DO ÍNDIO FOI CRIADO PELO DECRETO-LEI N° 5.540, DATA QUE NÃO DEVE SER ENTENDIDA APENAS COMO HOMENAGEM, MAS, TAMBÉM, COMO UMA TOMADA GERALDE CONSCIÊNCIA EM RELAÇÃO AOS PRIMEIROS HABITANTES DA NOSSA TERRA. APRESENTAREMOS AGORA “A CINDERELA INDÍGENA
     ÀS MARGENS DO OCEANO ATLÂNTICO, NUMA LINDA PRAIA, VIVIA UM GRANDE GUERREIRO. ELE MOSTRAVA MUITA FORÇA E VALENTIA. SEU NOME ERA VENTO FORTE E TINHA UM INCRÍVEL PODER DE SE TORNAR INVISÍVEL. MORAVA COM SUA IRMÃ E TODAS AS JOVENS DA ALDEIA SONHAVAM EM SE CASAR COM ELE.
 VENTO FORTE:  _ SÓ ME CASAREI COM A JOVEM QUE FOR CAPAZ DE ME VER CHEGAR AO ANOITECER, POIS ESTAREI INVISÍVEL.
 NARRADOR: IARA, A IRMÃ DE VENTO FORTE ERA RESPONSÁVEL PELA TAREFA DE TESTAR AS PRETENDENTES.
 IARA: _ VOCÊ ESTÁ CONSEGUINDO VÊ-LO?
 PRETENDENTE 1 : _ SIM.
IARA: - E VOCÊ ?
 PRETENDENTE 2 : _ EU TAMBÉM.
 IARA: - E COM QUE ELE ESTÁ PUXANDO O TRENÓ?
PRETENDENTE 1 : _ COM UMA CORDA!
PRETENDENTE 2 : _  NÃO. É COM UMA PELE DE ALCE!
 IARA: - VOCÊS ESTÃO MENTINDO. MEU IRMÃO NÃO SE CASARIA COM ALGUÉM QUE NÃO FALASSE A VERDADE.
NARRADOR: NA MESMA ALDEIA VIVIA UM GRANDE CACIQUE, JUNTO ÀS SUAS TRÊS FILHAS. ERAM MOÇAS MUITO BONITAS. A MAIS NOVA SE CHAMAVA TAINÁ E SUAS IRMÃS TINHAM INVEJA DELA.
IRMÃ 1 : _ VÁ VARRER A CASA!!!
IRMÃ 2 : _ VÁ LAVAR AS ROUPAS!!!
IRMÃ 1 : _ TENHO UMA IDÉIA, VAMOS CORTAR SEUS CABELOS E QUEIMAR SEU ROSTO COM BRASAS BEM QUENTES!!!
CACIQUE: _ O QUE ETÁ ACONTECENDO AQUI?
IRMÃ 2 : _ ELA SE MACHUCOU SOZINHA.
 TAINÁ FICA CHORANDO.
 NARRADOR: AS IRMÃS DE TAINÁ TAMBÉM TENTARAM CONQUISTAR VENTO FORTE, MAS FOI INÚTIL. UM DIA, TAINÁ DECIDIU CONHECÊ-LO.
 IRMÃ 1 : _ IMAGINA SE ELE VAI SEQUER OLHAR PARA UMA CRIATURA SEM GRAÇA COMO VOCÊ!
 NARRADOR: E PELO CAMINHO, TODOS RIAM DELA, DEIXANDO-A MUITO TRISTE.
 IARA: _ OI TAINÁ!
 TAINÁ: _ OI, IARA!
 IARA: _ VENHA. VAMOS PASSEAR NA BEIRA DA PRAIA. QUERO SABER SE VOCÊ CONSEGUE VER VENTO FORTE!
 TAINÁ: _ NÃO.
 IARA: _ NÃO! ESTOU ADMIRADA COM A SUA SINCERIDADE. E AGORA VOCÊ PODE VÊ-LO?
 TAINÁ: _ AGORA SIM E ELE É MARAVILHOSO!
 IARA: _ COM QUE ELE ESTÁ PUXANDO O TRENÓ?
 TAINÁ: _ COM UM ARCO-ÍRIS! QUE LINDO!
 IARA: _ PARABÉNS POR FALAR A VERDADE. VOU LEVÁ-LA PRA CASA E TE DAR UM BANHO ESPECIAL.
 NARRADOR: ENQUANTO ESFREGAVA TAINÁ, SUAS CICATRIZES IAM DESAPARECENDO E SEUS CABELOS COMEÇARAM A CRESCER, LINDO E NEGROS. QUANDO VENTO FORTE CHEGOU, FICOU ENCANTADO COM A BELEZA DE TAINÁ.
 VENTO FORTE: _ VOCÊ QUER SE CASAR COMIGO?
 TAINÁ: _ CLARO QUE SIM.
 VENTO FORTE: _ E PARA ME VINGAR, TRANSFORMAREI SUAS IRMÃS EM ÁRVORES PARA QUE SUAS RAÍZES NUNCA SE SOLTEM.
NARRADOR: DIZEM QUE AINDA HOJE, SEMPRE QUE SOPRA UM VENTO FORTE, AS ÁRVORES ESTREMECEM DE MEDO. ISSO FAZ COM QUE SE LEMBREM DE SEU TERRÍVEL CASTIGO, PELAS MENTIRAS QUE CONTARAM PELAS MALDADES QUE FIZERAM COM A IRMÃ.
 CULMINÂNCIA: TODOS OS ÍNDIOS E ÍNDIOS DANÇAM A MÚSICA DA XUXA: ÍNDIOS

ATIVIDADE PARA DIA DO ÍNDIO






DIA DO ÍNDIO

No dia 19 de abril comemora-se o Dia do Índio. Na escola, os professores costumam pintar os rostos dos alunos para lembrar os costumes dos indígenas. A Cida e o Adão adoram essas comemorações e por isso querem investigar o assunto para aprender ainda mais sobre os nossos amigos índios.
Por isso, além de pesquisar sobre a data, a Turma do Plenarinho foi conferir pessoalmente como é o dia a dia de uma criança indígena.













terça-feira, 13 de abril de 2010

Roupinhas para o Dia do Índio

 Essa roupinha é muito simples de fazer .






Vocês vão adorar, é muito fácil de fazer e sua turma vai ficar linda!

Poderá também gostar de:

Related Posts with Thumbnails

Windows Live Messenger + Facebook